You are currently viewing Dia do Metalúrgico suscita mobilização para seguir avanços

Dia do Metalúrgico suscita mobilização para seguir avanços

  • Post category:Notícias

Por Deoclides dos Santos, presidente do STIMMME-BG

Talvez não seja de conhecimento de todos que Tiradentes, o herói da Inconfidência Mineira, também seja o patrono dos metalúrgicos. A escolha não foi pelo ofício, mas pelo exemplo. Tiradentes nos legou ideais republicanos, lutando pela independência do Brasil de Portugal, até ser executado no dia 21 de abril de 1792. A data em que ele foi morto acabou sendo escolhida como o Dia do Metalúrgico – comemorado nesta quinta-feira, portanto.

Existe uma simbologia muito forte nisso. Assim como Tiradentes lutou por justiça e da liberdade, os metalúrgicos, historicamente, estão ligados à luta por melhores condições de trabalho. Tenho certeza de que muitos dos avanços conquistados pelos trabalhadores brasileiros ao longo dos anos encontram respaldo no exemplo de união dos metalúrgicos. Nossa classe é conhecida nacionalmente por sua capacidade de mobilização, e inspirou outros movimentos de trabalhadores, como o dos professores, por exemplo, a lutarem para que fossem mais valorizados.

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Bento Gonçalves (STIMMME-BG) está completando 55 anos de fundação em 2022. Faz mais de meio século, portanto, que estamos ao lado do metalúrgico, buscando sua força e união para fortalecer nossas ações. Assim, conseguimos melhores acordos nas convenções coletivas e negociamos Acordos Coletivos nos quais os trabalhadores sejam reconhecidos por suas jornadas.

Esse é um trabalho que exige constante motivação. Não há outra forma, senão imbuídos da coletividade e do debate plural, para que possamos, como entidade, manter nossa independência a fim de assegurar nossos direitos e contínua atuação em busca das melhores condições de trabalho e remuneração.

Hoje, representamos um universo de mais de 14 mil trabalhadores, sendo a base sindical para 18 municípios da região. É uma satisfação defender tão essencial classe trabalhadora no país, onde cerca de 2,5 milhões de metalúrgicos atuam, ajudando numa atividade que concentra grande parte da riqueza produzida no país nas mais diversas áreas de atuação da metalurgia, da siderurgia à indústria aeroespacial.

Por isso mesmo, precisamos continuar unidos para que não soframos retrocessos. Temos lutas em vigência num cenário complicado, em que a inflação segue corroendo nosso poder de compra. Precisamos batalhar pela equiparação salarial entre homens e mulheres e por acordos coletivos que sejam justos para nossa gente.

Metalúrgicos, parabéns por contribuírem por um Brasil profissionalmente mais justo. Hoje é um dia de comemoração e também para que continuemos a lembrar dos nossos desafios, a fim de promover justiça social, atuando sim para ajudar a gerar riqueza, mas também para que ela seja igualmente distribuída.